Anac analisa fim de bagagens grátis em voos domestico e internacionais

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) pode aprovar na próxima semana mudanças importantes no transporte aéreo brasileiro, com a revisão das Condições Gerais de Transporte (CGT). A maior delas é o fim da franquia de bagagem nos voos nacionais e internacionais.

De acordo com o jornal Valor Econômico, a Diretoria Colegiada da agência decidiu votar na próxima terça-feira (13) as propostas, que estão submetidas a audiência pública desde março. Atualmente, todos os passageiros de voos domésticos têm direito a despachar gratuitamente uma mala de até 23 quilos (kg) e os de voos internacionais até duas malas de 32 kg cada. Com a mudança, a Anac não vai mais impor limites mínimos e as companhias poderão cobrar pela bagagem como desejarem.

Esse modelo já é adotado em quase todo o mundo e a expectativa é que ele permita uma queda nos preços e até a chegada de companhias low cost ao Brasil.

Entretanto, existe o grande receio de que a mudança favoreça apenas as companhias aéreas e que os preços das passagens continuem iguais, mesmo sem a bagagem gratuita.

Em contrapartida ao fim da franquia bagagem, os passageiros poderão levar 10 kg gratuitamente na cabine e não apenas 5 kg como é hoje (observados limites da aeronave e de volumes). Esse limite de peso hoje é fictício e só é aplicado quando o funcionário do check in resolve seguir a regra à risca.

Fonte: Diario do Nordeste

Sobre Juan

Juan
Estudante de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, amante da aviação o qual no futuro tem o grande sonho de torna-se piloto de avião! TOGA nos estudos galera!